Histórias da carochina

Estragaram o Instagram

No final de 2010 eu comprei um smartphone. Era uma BlackBerry. Fiquei fascinada. Mentira, logo quando eu cheguei em casa e liguei o “bichinho” achei tão sem graça. O menu, os ícones. Achei muito “sério”. Aí a moda das aplicacoes começou a pegar. É twitter no celular (celular não, smartphone!), é facebook, é blogger…etc. Aí a BlackBerry deixou de estar na moda – em realidade já não estava taaao na moda em 2010, BlackBerry é muito 2008 – e o que “pegava” entre a garotada era o iPhone: Caro, touch-screen, com milhares de aplicações, super hiper ultra exclusivo e uma camera de merda. Sim, os primeiros iPhones tinham péssimas câmeras. Aí a Google entrou na jogada, e começou a trabalhar os Androids (sistema operacional) e libera-lo para marcas mais acessíveis como Samsung, Sony Ericsson, LG…E as aplicações bombando na rede.

Angry Birds. Gente, o que é esse joguinho? Tão fácil, tão difícil, tão irritante ver os porquinhos dando risada quando você não consegue destruí-los. E eu com a BlackBerry, que não suporta NENHUMA dessas aplicações legais da garotada. Eu só tinha o twitter, e o facebook. A câmera da BlackBerry é uma bosta, a resolução é péssima, dá até pena upar uma foto.  Mas mesmo assim eu era feliz com meu “bichinho”, adorava escrever naquele tecladinho, me sentia super importante ler meus e-mails lá – mesmo que fossem e-mails para aumentar o meu errr….pênis – eu era feliz. Aí lançaram uma nova rede social. Disponível apenas para quem tinha iPhone. O nome daquela desgraça era Instagram. As fotos, com o uso de filtros, por mais podres que fossem, tinham ar de profissional. Os hipsters da rede, donos de iPhone, postavam fotos de pratos de comida, que com um filtro do Instagram, pareciam obras de arte. Fotos de pôr-do-sol, de animais, de esmaltes, de bijuterias, de objetos – obras de arte.

Aí eu fiquei triste com meu “bichinho”. Pela primeira vez na minha vida, quis um iPhone. Compro ou não compro? É bem legal, mas comprar um smartphone por causa de um app, é meio…fútil né? Mas eu quero o Instagram! Quero tirar fotos artísticas sem ter um pingo de ideia de iluminação, de arte e enquadramento. Quando eu estava quaaaseee decidindo comprar o iPhone, vem a notícia: “em breve Instagram pra Android!”. Eu SEI que BlackBerry não é Android, mas os Samsungs são, e também são mais baratos que os iPhones, a camera é bem legal e um Android é tão bom quanto um iOs. Vou esperar lançar o Instagram, pra comprar um Android. Agora nem era apenas pelo Instagram, a Blackberry era chata demais, não tinha nada interessante pra fazer além de checar e-mails.

Chegou Instagram pra Android. Lá vai eu comprar meu Galaxy Ace. Queria o S +, mas a minha operadora de telefone não tem esse modelo.  E pra comprar um S 2 eu, compraria um iPhone (deu pra entender a minha lógica??). Comprei meu Ace branco, cheguei em casa, configurei o Wifi (não vou gastar minha internet baixando apps), e…o Instagram NAO funciona no meu telefone!! Como assim? Instalo, desinstalo, volto a instalar, desinstalo. Simplesmente na hora de aplicar o filtro, a tela aparece negra. Não aparece a minha foto. E no smartphone do marido, que é o mesmo modelo do meu, funciona perfeitamente.

Gente, eu TROQUEI o celular!! Fui na loja, inventei que o celular tava bloqueando, que era lento, que o whatsapp não funcionava, e troquei! E o Instagram continuou sem funcionar. Coloquei meu orgulho…em algum lugar que eu prefiro não falar, e baixei o pixrl-o-matic, um programa similar ao Instagram, porém com milhares de filtros, e seria mil vezes melhor que o Instagram, se fosse uma rede social. Só que não é.
Enquanto isso no twitter chovem fotos de Instagramers….fotos de TUDOOOOOOOOO. Tu-do. Imagina uma coisa. Imaginou? Certeza que alguém já fotografou e instagrou….

Piores são os que nem tiveram a vergonha na cara de procurar filtros extras ou explorar as opções, e postam as fotos com os mesmos filtros ou sem filtro algum, e não tem imaginação. Hello, você tem o mundo (exagero), vamos imaginar alguma coisa legal pra compartilhar?
Nao gostei do Instagram. Achei chato. Achei ególatra. E estou profundamente chateada por ele não funcionar no meu telefone novo. Final do ano eu compro um iPhone. Quero ver essa bagaça não funcionar!

Ps: as quatros fotos que eu já comparti no Instagram foram: eu brincando no playground infantil, bandeira do Brasil, meu cachorro no sofá e meu cachorro dormindo. Ou seja. Imaginação passou longe!

Anúncios

2 thoughts on “Estragaram o Instagram”

  1. Pensando em comprar um, mas nao exatamente por aderir a modinha, mas, voce sabe, amo fotografia e acho que de todos esses aplicativos, etc, o Instagram e o menos invasivo. Mas, olha, o egocentrismo vai dominar tudo daqui pra frente; o Facebook, por exemplo, vende essa ideia do hype, do cool, mas veja no que se transformou: anestesico da vida real. Ninguem tem dor de dente, ninguem aparece com espinha, ninguem erra, nada!, todos querem a perfeicao, celebrar algo que so existe na cabecas delas, e nao me parece uma imposicao dos fundadores do site, mas, sim, uma tendencia esquisita de comportamento. Nao sei se vc percebeu isso. Bom, adorei o blog novo. Vida longa ao seu novo rebento. Beijos vermelhos rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s